Descartes deu o mote. A filosofia deste deste espaço é antes de mais dedicado ao sonho, às duvidas existênciais à escrita e ao prazer da leitura, um blog onde a actualidade não pode deixar de estar presente.



translator 翻訳 Переводчик





Cimeira de Copenhaga
A ultima oportunidade...





O climatologista James Hansen afirmou ao ao Guardian director da NASA Goddard Institute for Space Studies em Nova York, E.U.A.:

"Nós temos os países desenvolvidos que querem continuar a fazer negócios mais ou menos como de costume e então temos países em desenvolvimento que querem dinheiro e é isso que eles podem obter através de offsets [compra de cotas através dos mercados de carbono]".

Os mais ricos podem continuar a produzir gazes efeito de estufa, desde que haja algum país pobre provavelmente africano ou do terceiro mundo que compre essas emissões assim encontramo-nos uma vez mais caso não se tomem medidas essas emissões podem até crescer em vez de diminuírem efectivamente.

James Hansen remata assim:

"Nós não temos um líder que é capaz de compreender isto e dizer que é realmente necessário. Em vez disso estamos tentando continuar os negócios habituais".

Vamos ver no que isto dá, é inacreditável a forma como assistimos todos os dias impavidamente ao degelo e fragmentação da Antárctida, ou do Pólo Norte, com consequências brutais, como a subida das águas, ponde em risco numerosos países, a fúria dos elementos que se revoltam sob diversas formas, e assistimos contentes a algumas propostas de apenas 5% quando alguns países defendem 40%, sinto que o Planeta Terra dará a resposta que estas pessoas merecem. Katrinas e mais Katrinas
.
imagem do Furacão Katrina, retirada da net
.
Pode ler a entrevista dada por James Hansen ao "The Guardian" (clicando aqui)

Um abraço para todos esperando que haja bom senso

8 comentários:

  1. Isso é um tema importante sempre e todos esperamos, no mínimo, bom senso mesmo! abração,chica

    ResponderEliminar
  2. bando de filha da puta. todos. um bando de engravatado discutindo os problemas.s ó a grana do banquete e estadia de cada um ajudava metadae da áfrica

    ResponderEliminar
  3. Querido amigo António
    Compreendes por que razão não ponho fé nenhuma nestas cimeiras, conferências, encontros, etc., etc., etc...???
    Onde é que se viu os países com maior taxa de poluição quererem "comprar" as cotas dos países com taxas mais baixas??? Porque, no fundo é isso que se passa. É o que eu digo, é deitar dinheiro à rua! E quem se lixa é sempre o mexilhão...

    Já publiquei o selinho que tiveste a amabilidade de me oferecer.
    Se quiseres vai conferir. Está na "Casa".

    Bom fim de semana.

    Beijinhos
    Mariazita

    ResponderEliminar
  4. Concordo com as suas palavras e temo que mais esta "oportunidade perdida" nos venha roubar tempo vital para se arrepiar caminho.
    Penso que temos, cada um de nós, que fazer o que os políticos não são capazes, ou não querem conseguir, e ter uma postura no dia-a-dia que seja amiga do ambiente!
    Pode ser a "gota de água" que faça a diferença e que permita que o copo não transborde!

    ResponderEliminar
  5. Antonio,

    a Natureza já está dando as respostas.


    _________________°PAz°
    ________________°União°
    _______________°Alegrias°
    ______________°Esperanças°
    _____________°Amor°Sucesso°
    ____________°Realizações°Luz°
    ___________°Respeito°harmonia°
    __________°Saúde°solidariedade°
    _________°Felicidade°-°Humildade°
    ________°Confraternização-°Pureza°
    _______°Amizade°Sabedoria°Perdão°
    ______°Igualdade°Liberdade°Boasorte°
    _____°Sinceridade-°Estima-°Fraternidade°
    ____°Equilíbrio-°Dignidade-°-Benevolênciaº
    ______CAMPANHA MEU AMIGO ESPECIAL
    __________________Que
    __________________Deus
    _________________Continue
    _______________Te abençoando!!
    Bjos em teu coração iluminado!!!

    ResponderEliminar
  6. António, movimentos de interesses. Mas não do que interessa, são estas conferências.


    Deixo aqui um poema de um químico industrial que se tornou um de nossos maiores poetas. E que como colaboradora do blog Reflexões de Nós ( no perfil SAM), deixei como postagem de Natal.


    Como armar um presépio
    José Paulo Paes

    pegar uma paisagem qualquer
    cortar todas as árvores e transformá-las em papel de imprensa
    enviar para o matadouro mais próximo todos os animais
    retirar da terra o petróleo ferro urânio que possa
    eventualmente conter e fabricar carros tanques aviões
    mísseis nucleares cujos morticínios hão de ser noticiados
    com destaque
    despejar os detritos industriais nos rios e lagos
    exterminar com herbicida ou napalm os últimos
    traços de vegetação
    evacuar a população sobrevivente para as fábricas e
    cortiços da cidade
    depois de reduzir assim a paisagem à medida do homem
    erguer um estábulo com restos de madeira cobri-lo de
    chapas enferrujadas e esperar
    esperar que algum boi doente algum burro fugido algum
    carneiro sem dono venha nele esconder-se
    esperar que venha ajoelhar-se diante dele algum velho
    pastor que ainda acredite no milagre
    esperar
    quem sabe um dia não nasce ali uma criança e a vida recomeça?



    Boas Festas!

    ResponderEliminar
  7. Regresso aqui para desejar-lhe a si e a todos os seus um Santo e Feliz Natal.
    MUITA SAÚDE ALEGRIA E PAZ para todos!

    ResponderEliminar
  8. ¡Feliz Navidad para ti! Que la paz y el amor inunden tu vida hoy y siempre ;-)

    Los mejores deseos para ti y los tuyos.

    Un abrazo cariñoso.

    ResponderEliminar

Contacto por correio electrónico

Antoniogallobar@sapo.pt