Descartes deu o mote. A filosofia deste deste espaço é antes de mais dedicado ao sonho, às duvidas existênciais à escrita e ao prazer da leitura, um blog onde a actualidade não pode deixar de estar presente.



translator 翻訳 Переводчик

C V - Contador de visitas

contador de visitas para blog

DIA 8 DE MARÇO, DIA INTERNACIONAL DA MULHER e a malfadada Violência Doméstica



E COMO INFELIZMENTE, NEM TUDO SÃO FLORES UMA PALAVRA PARA AS VITIMAS, LEMBRANDO QUE POR VEZES O NOSSO SILENCIO É CÚMPLICE 




Violência doméstica


O que é ?

  • Tem medo do temperamento do seu namorado ou da sua namorada?
  • Tem medo da reacção dele(a) quando não têm a mesma opinião?
  • Ele(a) constantemente ignora os seus sentimentos?
  • Goza com as coisas que lhe diz?
  • Procura ridicularizá-lo(a) ou fazê-lo(a) sentir-se mal em frente dos seus amigos ou de outras pessoas?
  • Alguma vez ele(a) ameaçou agredi-lo(a)?
  • Alguma vez ele(a) lhe bateu, deu um pontapé, empurrou ou lhe atirou com algum objecto?
  • Não pode estar com os seus amigos e com a sua família porque ele(a) tem ciúmes?
  • Alguma vez foi forçado(a) a ter relações sexuais?
  • Tem medo de dizer "não" quando não quer ter relações sexuais?
  • É forçada(o) a justificar tudo o que faz?
  • Ele(a) está constantemente a ameaçar revelar o vosso relacionamento?
  • Já foi acusada(o) injustamente de estar envolvida ou ter relações sexuais com outras pessoas?
  • Sempre que quer sair tem que lhe pedir autorização?
A presença de um ou mais destes comportamentos, sobretudo utilizados para controlar as outras pessoas, pode significar que é vítima de violência física, psicológica ou sexual no seu relacionamento. A violência doméstica é crime.


(APAV)


LINHA DE APOIO À VITIMA  ligar  707 200 077 - 10 ÀS 13 HORAS E DAS 14 ÀS 17 HORAS dias úteis

10 comentários:

  1. Obrigada pelas flores.

    Penso que mesmo as que sofrem gostarão de receber uma flor!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São sobretudo para essas mesmo!
      Beijinho também para si. Obrigada

      Eliminar
  2. Sim, o nosso dever é denunciar e alterar este estado de coisas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois... é isso mesmo. Grande abraço é sempre um prazer revê-lo por cá.

      Eliminar
  3. Fizeste bem lembrar este outro lado que faz parte, infelizmente, da vida de tantas ( mas tantas) mulheres: a violência. Por elas e por todas aquelas que não têm voz, de quem o mundo raramente se lembra porque não se vêem -estropiadas que são dos seus direitos-, a quem nada mais é tolerado para além de terem um corpo e de respirarem. Por elas, hoje, que é dia de outra coisa qualquer, e amanhã.... e depois.... e depois... que sejam sempre lembradas, porque é por elas que ainda há muito por fazer.

    UM abraço, António. Obrigada!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelas suas palavras, imagino o que deve ver no âmbito da sua profissão. Ainda hoje deixei um comentário numa das minhas paginas do Google + relativo a este post, como resposta a um lamento na primeira pessoa..., isto porque o problema é sério e existe. Não adianta voltar a cara para o lado e fingir que nada se passa, só não entendo como isso é possível entre pessoas que dizem amar-se.

      Servindo-me da pagina da APAV deixo alguns pontos a reter:

      Violencia doméstica o que é?

      Tem medo do temperamento do seu namorado ou da sua namorada?
      Tem medo da reacção dele(a) quando não têm a mesma opinião?
      Ele(a) constantemente ignora os seus sentimentos?
      Goza com as coisas que lhe diz?
      Procura ridicularizá-lo(a) ou fazê-lo(a) sentir-se mal em frente dos seus amigos ou de outras pessoas?
      Alguma vez ele(a) ameaçou agredi-lo(a)?
      Alguma vez ele(a) lhe bateu, deu um pontapé, empurrou ou lhe atirou com algum objecto?
      Não pode estar com os seus amigos e com a sua família porque ele(a) tem ciúmes?
      Alguma vez foi forçado(a) a ter relações sexuais?
      Tem medo de dizer "não" quando não quer ter relações sexuais?
      É forçada(o) a justificar tudo o que faz?
      Ele(a) está constantemente a ameaçar revelar o vosso relacionamento?
      Já foi acusada(o) injustamente de estar envolvida ou ter relações sexuais com outras pessoas?
      Sempre que quer sair tem que lhe pedir autorização?

      A presença de um ou mais destes comportamentos, sobretudo utilizados para controlar as outras pessoas, pode significar que é vítima de violência física, psicológica ou sexual no seu relacionamento. A violência doméstica é crime.

      Eliminar
  4. Nem de propósito no meu serviço vai haver esta semana uma formação de 3 dias sobre violência doméstica. É preciso que todos estejam bem informados, serviços de saúde ou mesmo o cidadão comum, para que não exista o tal silêncio cúmplice de que falas. Muitas vezes a violência é psicológica, silenciosa e destrói, porque difícil de se ver, de provar.

    Como o António diz é incompreensível entre pessoas que dizem amar-se, o amor não é posse, é dádiva.

    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deveria promover-se um movimento de alerta na nossa Sociedade, para erradicar este problema. Muito positivo que se fale disto abertamente e sem tabus. Bom Domingo. Bjs.

      Eliminar
  5. Infelizmente a violência, continua a fazer parte da vida de tantas mulheres, essas nunca receberão uma flor...
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente tenho que concordar. Beijo amiga Lilá(s)

      Eliminar

Contacto por correio electrónico

Antoniogallobar@sapo.pt