Descartes deu o mote. A filosofia deste deste espaço é antes de mais dedicado ao sonho, às duvidas existênciais à escrita e ao prazer da leitura, um blog onde a actualidade não pode deixar de estar presente.



translator 翻訳 Переводчик

Perturbador!

Ilha de 5 milhões de toneladas de lixo flutua próxima à costa dos EUA [VÍDEO] 


Uma formação maciça de lixo e detritos, gerada após o último grande tsunami que atingiu a costa japonesa em 2011, flutua próxima à costa dos Estados Unidos.

De acordo com especialistas, o problema não se restringe somente a esta ilha, mas pelas consequências que sua origem pode causar a todo o mundo. Eles alertam que os resíduos gerados pelo homem estão crescendo muito mais rápido do que qualquer outro poluente ambiental, até mesmo os gases responsáveis pelo efeito estufa.



 O aumento da população mundial está também aumentando a quantidade de pessoas nas grandes cidades, onde o "comportamento de consumo urbano" acabam se tornando o grande vilão da produção massiva de lixo e resíduos. Foi constatado que as grandes cidades podem gerar até quatro vezes mais lixo que as áreas rurais, onde se consomem menos produtos embalados e industrializados.


 Imagem da ilha de lixo causada pelo Tsunami do Japão ilha-de-lixo-the-history-channel Imagem da montanha de lixo das Philipinas, primeira a ser descoberta No início da década passada, 49% da população mundial viviam em cidades mais de 3 milhões de toneladas de lixo por dia. A projeção para 2025 é de que esse valor dobre. Estima-se que em 2100 estaremos produzindo cerca de 11 milhões de toneladas de resíduos sólidos por dia. Especialistas enfatizam a necessidade de promover a reciclagem para diminuir o número de resíduos descartados e o consumo de novas embalagens, caso contrário, o mundo acabará enterrado abaixo de uma montanha de lixo.

ASSISTA AO VÍDEO Para ver mais clic em http://noticias.seuhistory.com/perturbador-ilha-de-5-milhoes-de-toneladas-de-lixo-flutua-proxima-costa-dos-eua#sthash.xSrLXk7D.dpuf

1 comentário:

Contacto por correio electrónico

Antoniogallobar@sapo.pt