Descartes deu o mote. A filosofia deste deste espaço é antes de mais dedicado ao sonho, às duvidas existênciais à escrita e ao prazer da leitura, um blog onde a actualidade não pode deixar de estar presente.



translator 翻訳 Переводчик

A questão dos PIGS e o TRATADO de VERSALHES

(A proposito do video que abaixo lhes deixo)

Sabem o que são os PIGS?

E sabem o que representou para o mundo esse tratado que pôs fim à I Grande Guerra mundial?

Começando e em linhas gerais pelo tratado de Versalhes, significou nada mais nada menos que a humilhação do povo Alemão então derrotado (...) espartilhando e redistribuindo parte do território que serviu de mote para que Hitler conseguisse o apoio popular que conseguiu, com as consequências que todos conhecemos, acabando por conduzir as nações da Europa e do mundo a uma guerra sangreanta de ódios sem precedentes à II Grande Guerra Mundial.


E essa questão dos PIGS, perguntarão? Já lá vamos, já lá vamos...
Estranhamente vindo de onde veio, dum país com o qual temos uma aliança secular, mostra a forma sobranceira com que nos olham, veiculada em primeira mão pela imprensa britânica, apelidando um pequeno grupo de países do sul da Europa prejurativamente de PIGS, todos sabem que essa expressão é muito pouco dignificante, serviram-se das iniciais dos quatro paises do sul da europa para a comporem  (Portugal, Italia, Grécia e Spain), convido-os a lerem o que diz a esse respeito a pagina da Wikipédia http://pt.wikipedia.org/wiki/PIIGS é bem elucidativa.

Isto é intolerável em meu entender. E a pergunta que se impõe hoje, de novo às voltas com uma crise económica semelhante à denominada grande depressão:

- QUEREM DE NOVO LEVAR NAÇÕES CIVILIZADAS, A ESSE PATAMAR ANIMALESCO? 

Sinceramente a mim parece que será esse o caminho... se não houver coragem para acabar com este espezinhar constante, de nações com milhares de anos de existência

Seria de bom tom que pensem nos ódios que andam a semear... antes que seja tarde demais.

Assistam agora ao tal video

Um abraço para todos
António Gallobar 





Sem comentários:

Enviar um comentário

Contacto por correio electrónico

Antoniogallobar@sapo.pt